quinta-feira, 26 de julho de 2012

Artistas


"Você não me ama", diz você a mim.

E eu digo: "Eu te amo do meu jeito". Com um quase sorriso quase feliz.
...
Eu te amo do meu jeito. Eu te maltrato do meu jeito, eu te abandono e te resgato do meu jeito, e você não vai embora. Você disse que eu sou a cor do seu amor, e eu misturo todas as cores tentando te inventar. Quem é você? Que inutiliza minhas paletas, que debocha dos meus pincéis e faz o arco-íris parecer cinza perto de um espectro novo de vida? Quem é você, que eu amo do meu jeito sem saber quem sou? Quem é você que transforma rosas em cálices e me faz beber a dúvida, e ir sem ver? Eu só vejo você.

Você é artista, mesmo, e faz Dalí parecer previsível com seus relógios derramados. Somos dadaístas, dadaístas do amor. Somos do nosso jeito, da nossa cor e do nosso laço. Somos nós.

Mas se o amor tem uma cor, seja a cor dos teus olhos quando se fecham para me ver...
 
 
 
 
Leila Krüger. 2012.
 
 
 
Gente, que tal comprar meu romance Reencontro em promoção? Vejam aqui!!!
 
 
 
  Reencontro no Facebook, mais de 5.000 curtidas, curte aí!!!
 
  Lembrando que dá pra ler o primeiro capítulo no site:

2 comentários:

  1. Hola Feliz día tengas un abrazo

    ResponderExcluir
  2. oi querida tb gostei do seu blog ....ઇઉ.¸¸.*

    Valeu por me seguir .....

    beijos fica com Deus

    ResponderExcluir